Vai azedar?

Trabuco deve recusar convite para assumir comando do Ministério da Fazenda, diz agência

Cotado para assumir a pasta comandada por Mantega, o presidente do Bradesco se reuniu com Dilma na quarta-feira em Brasília.

SÃO PAULO – O presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, dificilmente aceitará o convite feito pela presidente Dilma Rousseff para assumir o Ministério da Fazenda, segundo informou uma fonte à Agência Estado. Se aceitasse, Trabuco assumiria a pasta comandada por Guido Mantega atualmente. 

De acordo com a fonte, dentro da instituição financeira todos sabem que o objetivo do executivo é chegar à presidência do Conselho de Administração do banco. “É mais provável que a visita que o atual presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Lázaro de Mello Brandão, fez à presidente Dilma na terça-feira tenha sido para agradecer e declinar o convite”. O presidente do Bradesco se reuniu ontem com Dilma em Brasília.

Mais cedo, a petista não confirmou que tenha convidado Trabuco para assumir a vaga de Mantega. “Eu não divulguei nada. Vocês (repórteres) dão fora atrás de fora“, afirmou Dilma, depois de participar da Conferência Nacional de Educação, em Brasília. 

PUBLICIDADE

“Pela história de Trabuco, ele seria um nome em quem o mercado confiaria porque, como presidente do Bradesco, o banqueiro acompanha muito de perto e cuidadosamente o deslanchar da política fiscal”, explicou a fonte, acrescentando que o executivo é um homem que trata tudo o que faz com muita lisura e não deve deixar de cumprir o objetivo tratado com a instituição financeira.