AO VIVO VP da Raia Drogasil conversa ao vivo com gestor; veja stock picking acontecendo na prática

VP da Raia Drogasil conversa ao vivo com gestor; veja stock picking acontecendo na prática

Mônica Bergamo

Teori ficou enfurecido com decisão de Lewandowski e afastou Cunha, diz colunista

O STF já vinha sofrendo com críticas pela demora em decidir sobre o caso do peemedebista

SÃO PAULO – O anúncio do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, de pautar nesta quinta-feira a ação da Rede que pedia o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara irritou o ministro Teori Zavaski, relator da Operação Lava Jato na corte. Nesta manhã, o magistrado emitiu liminar determinando o afastamento do peemedebista de suas funções como deputado federal.

Conforme conta a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S. Paulo, interlocutores de Zavaski disseram que ele se sentiu atropelado, uma vez que já havia sinalizado que levaria em breve um pedido de afastamento de Cunha, atendendo a pedido feito pela Procuradoria-Geral da República. A ação teria sido colocada na pauta do plenário a pedido do relator, ministro Marco Aurélio Mello.

O STF já vinha sofrendo com críticas pela demora em decidir sobre Cunha, o que acabou influenciando nos debates do processo de impeachment no Legislativo. Conta a jornalista da Folha que Zavaski teria ficado incomodado com a possibilidade de ser acusado de ter retardado o processo contra o peemedebista.

PUBLICIDADE