STF abre inquérito sobre envolvimento de Paulinho com desvios do BNDES

STF ainda não autorizou Ministério Público a investigar deputado, que possui foro privilegiado; base estuda CSS somente em 2009

SÃO PAULO – O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu abrir inquérito sobre o envolvimento do deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT) com o esquema de desvio de empréstimos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Embora tenha decidido favoravelmente em relação ao pedido do Procurador Geral da República, Antônio Fernando de Souza, não houve autorização do órgão máximo do poder judiciário para que o Ministério Público Federal investigue o congressista, conhecido por “Paulinho da Força [Sindical]”.

Por ter foro privilegiado, o deputado só pode ser julgado pelo STF. Paulinho nega as acusações de ter recebido recursos desviados de empréstimos do BNDES, em esquema revelado pela operação Santa Tereza da Polícia Federal.

CSS para 2009

PUBLICIDADE

De acordo com o jornalista Josias de Souza, a base aliada ao Governo estuda alterações no texto da lei complementar que regulamentaria a Emenda 29, instituindo a cobrança da CSS (Contribuição Social da Saúde) apenas em janeiro de 2009.

Rumores indicam que os governistas não possuem acordo interno em relação à proposta, que visa compensar o aumento de gastos estipulados pela emenda à constituição.