Setor de construção propõe criação de agência nacional de habitação contra crise

Novo órgão deverá tratar exclusivamente da questão dos financiamentos e de sua regulamentação e controle

SÃO PAULO – O presidente do Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Rio de Janeiro), Roberto Kauffman, declarou nesta quarta-feira (15) que a criação de uma agência nacional de habitação é uma das propostas sugeridas pelo setor de construção civil para o plano de ação contra a crise, que será lançado na próxima quinta-feira na Fiesp e Firjan – Federações das Indústrias de São Paulo e Rio de Janeiro.

Segundo Kauffman, a agência de habitação iria tratar exclusivamente da questão dos financiamentos e de sua regulamentação e controle, porém não teria os mesmos moldes do antigo Banco Nacional de Habitação.

“Seria uma agência nacional de habitação ligada ao Ministério das Cidades, para poder desenvolver especificamente toda essa linha de financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), da poupança”, afirmou.

Programa Minha Casa, Minha Vida

PUBLICIDADE

Para Kauffman, o recém aprovado programa de habitação do governo federal que pretende construir um milhão de moradias até 2010 caminha junto com a posição do setor, com “linhas de financiamento intensas para habitação de interesse social”.

“Ele vai ser um alento muito grande para o setor e vai proporcionar que empresas de pequeno e médio portes do Brasil possam atuar”, concluiu.