AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre o balanço da rede de laboratórios; assista

Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre o balanço da rede de laboratórios; assista

Reforma tributária: ministro acredita que apenas parte será aprovada este ano

Além das eleições municipais, José Múcio Monteiro disse que a CPI dos cartões corporativos pode atrapalhar a reforma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – De acordo com o ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, o Governo deve conseguir aprovar apenas parte da reforma tributária este ano, por conta das eleições municipais.

Conforme divulgou a Agência Brasil, além do ano ficar menor devido à escolha dos prefeitos e vereadores, Monteiro lembrou que a criação da comissão parlamentar de inquérito sobre os cartões corporativos também poderá atrapalhar o andamento da reforma tributária no Legislativo.

“Em seis meses antes das eleições municipais, é difícil resolver uma coisa como a reforma tributária, o conjunto todo. O Congresso pode, caso queira, pinçar alguma coisa”, disse.

Negociações

Aprenda a investir na bolsa

Ainda segundo o ministro de Relações Institucionais, no próximo dia 21, o governo apresentará a reforma ao Conselho Político, formado pelos líderes dos partidos aliados.

No entanto, ele negou que o acordo firmado entre o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) e o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) – para investigar o uso de cartões corporativos por servidores e autoridades públicas – tenha como objetivo impedir que as investigações atinjam o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Houve acordo para que se esclareça o que tem que se esclarecer. O bom senso induz que precisamos ter responsabilidade para ver até onde se pode chegar”, finalizou.