Mostra blogueiro

PT tem sua menor bancada em 18 anos; 38 deputados mudam de legenda

Informações compiladas pelo blogueiro Fernando Rodrigues mostram a dança das cadeiras na volta do recesso parlamentar; desfiliações modificam as 3 maiores siglas no Senado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A troca das cadeiras no Congresso foi intensa entre o fim de um ano legislativo e o início de outro. Conforme apontou o jornalista Fernando Rodrigues em seu blog, as atividades no parlamento se iniciam com uma composição entre as bancadas diferente daquela que saiu das urnas em 2014. A bancada do PT na Câmara foi uma das mais prejudicadas, iniciando as atividades em 2016 com 59 deputados — o mesmo tamanho que tinha em 1998 –, após perder 9 das 68 cadeiras conquistadas na última disputa eleitoral.

O movimento visto no partido da presidente Dilma Rousseff no Legislativo foi acompanhado por outras legendas na Câmara — como os governistas PSD, PDT e PROS ou os independentes PTB, PV e PRB –, ao passo que o grande beneficiado foi o PMB (Partido da Mulher Brasileira), fundado no final de 2015, que já possui bancada de 21 deputados. Segundo a Secretaria Geral da Mesa da Câmara, 38 dos 513 deputados trocaram de partido em 2015.

No Senado, as 3 maiores bancadas passaram por modificações no ano passado. O PMDB contou com o ingresso de Marta Suplicy (ex-PT-SP) e Blairo Maggi (ex-PR-MT), ao passo que Ricardo Ferraço (ES) deixou a legenda. Outra baixa do partido foi Luiz Henrique Silveira (SC), que morreu em maio do ano passado. A vaga foi assumida por Dalírio Beber (PSDB-SC), o que não impediu que os tucanos começassem o ano com saldo negativo de assentos: Álvaro Dias e Lúcia Vânia deixaram a sigla para se filiar, respectivamente, ao PV e ao PSB. Já o PT manteve as cadeiras mesmo com a saída de Marta, já que Kátia Abreu (PMDB-TO) foi substituída por Donizete Nogueira (PT-TO).

Aprenda a investir na bolsa

Baixe agora a Carteira InfoMoney 2016! Basta deixar o seu email abaixo: