Prioridade nas campanhas, votação do Fundo Social do pré-sal pode ficar para 2011

Líder do Governo na Câmara diz que não garante aprovação ainda este ano; projeto de lei do Orçamento 2011 é prioridade

SÃO PAULO – Bastante mencionada nas campanhas para presidência da República, a criação do Fundo Social do pré-sal pode ficar para 2011, afirmou nesta segunda-feira (1) Cândido Vaccarezza, líder do governo na Câmara dos Deputados.

Segundo ele, o curto calendário legislativo até o fim do ano pode impedir a votação dos projetos na Câmara, especialmente porque a prioridade é aprovar o projeto de lei do Orçamento de 2011.

“Vamos nos desdobrar para aprovar o pré-sal este ano, mas eu não tenho um cheque em branco da Câmara e os instrumentos regimentais podem dar a uma pequena minoria a capacidade de fazer obstruções”, disse Vaccarezza, segundo informações da Agência Brasil.

PUBLICIDADE

Vaccarezza também lembrou que é preciso avaliar a nova oposição presente na Casa. “Não sabemos como virá a oposição. A situação é delicada porque a maioria perdeu o mandato. Tem que ter cautela para não criar uma situação complexa”, disse.

Prioridades
Além do orçamento, também entram na lista de prioridades de Vaccarezza a votação das 12 medidas provisórias que obstruem a pauta e, por fim, os projetos ligados ao pré-sal, que além do Fundo Social também incluem a definição das regras do sistema de partilha. O líder do governo na Câmara afirmou que conversará com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para definir a pauta de votações para os próximos dois meses.