Presidente Lula nega pressão de PMDB para saída do ministro José Múcio do cargo

Henrique Eduardo Alves e Romero Jucá defendem a permanência do ministro de Relações Institucionais no posto

SÃO PAULO – No Piauí, onde visita aéreas alagadas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou nesta terça-feira (5) que não existe qualquer pressão do PMDB para que José Múcio, ministro de Relações Institucionais, deixe o cargo.

“Não existe pressão. Ontem (4) fiz uma reunião com o presidente da Câmara (Michel Temer, do PMDB de São Paulo), com o líder do partido na Casa (Henrique Eduardo Alves, do Rio Grande do Norte) e com o líder do governo no Senado (Romero Jucá, do PMDB de Roraima) e todos eles foram prestar solidariedade a José Múcio”, afirmou.

As dúvidas sobre a permanência no cargo de ministro surgiram a partir do último final de semana, quando a imprensa noticiou que o partido estava pressionando o governo para ficar com o posto ocupado por Múcio, que é responsável pela coordenação política entre o governo e o Congresso Nacional.

PUBLICIDADE