Preço é o principal motivo de insatisfação do paulistano quanto à cultura

Dos 1.512 moradores da cidade entrevistados ano passado, 73% se mostraram totalmente insatisfeitos com esse item

SÃO PAULO – Os moradores da cidade de São Paulo não andam satisfeitos com os valores cobrados nas entradas de eventos culturais como teatros, shows e cinemas.

A constatação faz parte da pesquisa Irbem (Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município), realizada pelo Ibope Inteligência, a pedido da Rede Nossa São Paulo, e divulgada na última semana

Dos 1.512 moradores da cidade entrevistados entre os dias 29 de novembro e 12 de dezembro do ano passado, 73% se mostraram totalmente insatisfeitos com os valores cobrados nas atividades culturais.

PUBLICIDADE

Um ano antes, esse índice era de 74%. Apenas 7% da população se mostrou amplamente satisfeita com os preços, ante 6% registrado em 2009.

Média final
Em geral, a pesquisa é dividida da seguinte forma: notas de 1 a 5 equivalem a insatisfação total; de 6 a 8 avaliação média; e de 9 a 10 satisfação total.

A média verificada foi de 4,1. No ano anterior, a média era de 3,8.

Empecilhos
A população também se mostrou insatisfeita quanto à proximidade das principais atividades culturais de suas casas. O teatro foi a opção que apresentou o maior percentual de desagrado do entrevistados: 73%.

O alto percentual ainda foi computado na relação de proximidade dos centros culturais. Nesse quesito, 66% dos entrevistados reprovaram a distância com que as instalações se encontram. Por fim, os cinemas registraram 63% de insatisfação.