PMDB oficializa candidatura de José Sarney à presidência do Senado

Notícia foi um golpe para o PT, que esperava ser compensado pelo cargo com o fim da presidência da Câmara

SÃO PAULO – Pondo fim à polêmica sobre a corrida pela presidência do Senado, o PMDB oficializou na última quarta-feira (28) a candidatura de José Sarney, atingindo o PT, que esperava ser compensado pelo cargo após fim da presidência da Câmara.

Mesmo assim, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu com bons olhos a decisão do partido. Vale lembrar que ele havia se comprometido com o apoio a candidatura de Tião Viana caso Sarney não fosse concorrer.

Justificando a decisão de sua chapa, Sarney disse que “o PMDB já é forte. Temos a maior bancada do Senado e a maior bancada na Câmara. Isso não é uma decisão do partido, mas o principio da proporcionalidade”.

PSDB também é aliado

PUBLICIDADE

Também foi acertado ontem o apoio do PSDB, o qual apresentou uma lista de exigências, dentre as quais a promessa de que o candidato se comprometa a não dar continuidade a qualquer iniciativa que permita um terceiro mandato para a Presidência da República.