RADAR INFOMONEY Por que o mercado "gostou" do aumento na conta de luz? Assista ao programa desta terça

Por que o mercado "gostou" do aumento na conta de luz? Assista ao programa desta terça

Pesquisa revela que mais da metade dos brasileiros possui conta em bancos

Cerca de 51% da população possui conta corrente ou poupança; maior penetração está nas regiões Norte e Centro-Oeste

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Atualmente, cerca de 51% da população brasileira possui conta corrente ou poupança, segundo revela pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência e divulgada nesta quinta-feira (23).

As regiões Norte e Centro-Oeste concentram a maior penetração de correntistas, 57%. Em seguida está a região Sul (52%), Sudeste (50%) e Nordeste (36%), sendo que o número de usuários de serviços bancários é superior nas capitais, 60%, e nas áreas urbanas, 51%, do que no interior, onde apenas 38% da população possui vínculo com alguma instituição financeira.

Na divisão por gênero, é maior a proporção de clientes bancários entre os homens do que entre as mulheres: a proporção é de 56% para 47%, respectivamente. Quanto à faixa etária, a atividade financeira é superior entre os que possuem de 25 a 29 anos, já que 57% são clientes de bancos.

Aprenda a investir na bolsa

Nas outras faixas de idade a divisão é a seguinte: 55% entre os que têm de 30 a 39 anos, 49% entre os maiores de 40 anos e 43% entre os de 16 a 24 anos.

Renda

Ainda de acordo com o levantamento, na população de classe AB está o maior número de correntistas, 78%. Já na classe C, 51% possui conta corrente ou poupança, e na DE, 30%.

Entre os que recebem até um salário mínimo está o menor percentual de pessoas com vínculo com alguma instituição financeira: 24%. Este número sobe para 39% entre os que recebem de um a dois salários e para 63% entre os que recebem de dois a cinco salários.

Para aqueles que possuem renda superior a dez salários mínimos, o percentual de vínculo é de 84%, três pontos percentuais menor em relação às pessoas com rendimentos de cinco a dez mínimos, 87%.