Pesquisa revela que 39% da classe C nada sabe sobre investimentos e finanças

O desconhecimento das regras das finanças pessoais talvez seja um dos principais entraves para que esse segmento economize

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As dicas que você tanto lê e ouve sobre finanças pessoais e investimentos não chegam aos olhos nem aos ouvidos de todos. Os princípios básicos para manter o orçamento no azul são completamente desconhecidos por 39% das pessoas que pertencem à classe C, mostra estudo realizado pelo Ibope Mídia e divulgado nesta terça-feira (5) em evento em São Paulo.

O desconhecimento das regras das finanças pessoais talvez seja um dos principais entraves para que esse segmento da população consiga economizar. De acordo com o estudo, mais da metade da classe C gostaria de economizar, mas acha difícil poupar. Apesar disso, parcela significativa desse segmento tem tendência a gastar sem pensar.

O estudo aponta que metade da população corresponde à classe C, que representa as pessoas que ganham entre R$ 600 e R$ 2.099. Nesse segmento estão quase 100 milhões de pessoas que consomem cada vez mais.

Aprenda a investir na bolsa

A posse do cartão de crédito representa esse potencial de consumo. Em 2005, 45% dos cartões estavam nas mãos da classe C. No ano passado, 53% das moedas de plástico estavam no bolso desse consumidor.

Otimismo
Para a classe C, o período é de otimismo. A pesquisa mostra que, para 50% desse segmento da população, 2009 foi um ano melhor que 2008. Em 2005, o número de otimistas alcançava os 40%.

Quanto às perspectivas, o otimismo também aumentou quase 10 pontos percentuais, já que 84% dos entrevistados acreditam, em 2009, que estarão em melhor situação financeira daqui a um ano. Em 2005, esse número era de 74%.

Para a pesquisa, o Ibope Mídia, juntamente com o Target Group Index, realizou 20 mil entrevistas.