Para PF, deputado Paulinho fez parte de esquema de desvios do BNDES, diz jornal

Assessor do deputado federal seria um dos mentores do esquema de desvio em empréstimos do banco

SÃO PAULO – A Polícia Federal incluiu o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT), o Paulinho, no organograma da quadrilha acusada de desviar recursos de financiamentos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), afirma reportagem do jornal O Estado de São Paulo.

Paulinho teria recebido cheque de R$ 18.397,50 referente a empréstimo do banco público para a prefeitura de Praia Grande – SP, além de ordem de pagamento no valor de R$ 82.162,93, relacionada a financiamento concedido à Lojas Marisa (MARI3).

Referências

Ademais, um dos mentores da quadrilha seria João Pedro de Moura – assessor de Paulinho -, é acusado de oferecer sua proximidade com o deputado como referência para convencer prefeituras que desejavam garantir a liberação de empréstimos junto à instituição.

PUBLICIDADE

O BNDES, no entanto, afirma ser praticamente impossível favorecimentos para liberação de créditos, uma vez que as decisões são colegiadas. Em adição, o banco reitera não recomendar o uso de empresas de consultoria, o que levanta suspeitas em relação à constante contratação de Moura por empresas e prefeituras, bem como sua constante indicação por parte de autoridades e empresários.