Orçamento fiscal do Japão para 2008 é aprovado por membros do governo

A proposta prevê redução dos gastos do governo com segurança social, além do incentivo às economias regionais

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Conselho de Política Econômica e Fiscal do Japão aprovou nesta segunda-feira (26) o orçamento fiscal para 2008, abrindo caminho para a sua aprovação na reunião de Gabinete, que ocorrerá no início de dezembro.

De acordo com a proposta, o governo do país deverá elaborar o orçamento com o objetivo de melhorar o sistema de segurança social da população, além de revitalizar as economias regionais.

O Japão também deverá cortar em 3% o investimento público previsto inicialmente no orçamento de 2007, e fazer o mesmo em outros setores previstos nos documentos de 2006 e deste ano.

Aprenda a investir na bolsa

Os gastos com segurança social também deverão ser reduzidos em 220 bilhões de ienes por ano, assim como a emissão de novos contratos governamentais.

Críticas ao primeiro-ministro

O primeiro-ministro japonês, Yasuo Fukuda, que presidiu a seção, foi lembrado pelo ministro da economia e política fiscal Hiroko Ota, que afirmou que Fukuda estava atendendo aos membros do Gabinete e pediu que o governo cedesse no que diz respeito ao orçamento de despesas realmente necessárias.

Ota também afirmou que alguns dos quatro membros do setor privado incitaram o governo a manter a sua política de reforma, apesar dos gastos crescentes.

O orçamento será revisto pelo Ministério de Finanças e deverá ser aprovado até o dia 24 de dezembro.