Oposição pede CPI mista na investigação de uso de cartões corporativos

Governo proíbe uso de cartões por ministros de Estado, mas oposição exige presença de governadores nas investigações

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Depois do escândalo em torno do uso indevido de cartões corporativos pela ex-ministra da secretaria especial de políticas de promoção da igualdade racial, o governo anunciou na última quarta-feira (6) que não seria mais permitido o uso dos cartões por parte dos ministros de Estado.

Em contrapartida, a oposição, na tentativa de realizar uma CPI mista para a investigação do uso desses cartões, iniciou uma campanha de recolhimento de assinaturas. E segundo a ministra Dilma Roussef, o cartão corporativo não pode e nem deve ser utilizado para despesas pessoais.

Instauração da CPI

Na última quarta-feira, o líder do governo no Senado, Romero Jucá já havia solicitado a abertura de uma CPI, mas os oposicionistas pedem a participação de governadores nas investigações.

Aprenda a investir na bolsa

Serão necessárias 171 assinaturas de deputados e 27 de senadores para que isso aconteça, e a oposição espera consegui-las até a reunião dos partidos que ocorrerá na próxima segunda-feira (11).