Advogados

OAB avalia ir ao STF contra suspensão do processo de impeachment

Lamachia determinou ao departamento jurídico do Conselho federal da OAB a realização imediata de um estudo para ingressar junto ao STF

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Claudio Lamachia, manifestou-se na manhã desta segunda-feira (9), sobre a decisão do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, de suspender o processo de impeachment da presidente da República.

Lamachia determinou ao departamento jurídico do Conselho federal da OAB a realização imediata de um estudo para ingressar junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra a decisão. “A OAB vê com extrema preocupação a decisão tomada pelo presidente interino da Câmara. Esse tipo de ação atende a interesses momentâneos de alguns grupos políticos, mas ignora as decisões legítimas já tomadas”, afirmou Lamachia.

“O Brasil está na UTI política, vivendo o ápice de uma crise ética e institucional. A OAB não aceita que, neste momento em que a sociedade brasileira espera que a crise seja superada com respeito a Constituição Federal, coloque-se em prática um vale-tudo à margem da Carta”, completou.

PUBLICIDADE