Análise

O que os números da Super Terça dizem sobre a corrida eleitoral democrata

Resultados indicam que Biden foi o grande vencedor e está conseguindo angariar votos também entre os eleitores que tendem a votar em Sanders

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Apesar do ex-vice-presidente Joe Biden ser considerado o grande vencedor da Super Terça das primárias democratas, os números vistos em cada estado da disputa indicam que a corrida eleitoral segue bem aberta. E o cenário tende a ser bem apertado contra o senador Bernie Sanders.

Como já era esperado, Biden teve boa vantagem nos estados do sul, ganhando votos do eleitorado negro, mais velho e da ala conservadora. Este cenário se repetiu em outras regiões, mas não seria suficiente para que ele conquistasse vitórias em todos.

Por isso mesmo, ter conquistado nove dos 14 estados da Super Terça mostra que o ex-vice de Barack Obama cresceu com outras parcelas do eleitorado. O Texas representa bastante desta conquista dele, já que ter angariado votos em outras etnias fez com que ele vencesse no estado, que é o segundo maior em número de delegados, com 228.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo dados da CNN, no estado, Biden ficou com 58% dos votos entre os negros, mas conseguiu se aproximar de Sanders em outros grupos. Entre os hispânicos, 39% votaram no senador enquanto 26% ficaram com o ex-vice. Já no eleitorado branco, o resultado foi de 30% a 28% a favor de Sanders.

Outro bom desempenho de Biden foi em Massachusetts, estado de maioria branca. O pré-candidato de centro venceu entre os negros e brancos, com 36% de cada grupo, ficando atrás apenas entre os hispânicos, ficando com 21%, contra 34% do senador de Vermont.

Boa parte destas conquistas territoriais também podem ser creditadas ao apoio conquistado por Biden nos últimos dias. Nomes como Pete Buttigieg e Amy Klobuchar abandonaram suas campanhas e declararam apoio ao ex-vice-presidente, o que, segundo ele mesmo, foi decisivo para ele conquistar alguns estados.

O mais recente a largar a corrida foi o bilionário Michael Bloomberg, que também decidiu apoiar o ex-vice afirmando que ele é o único que tem alguma chance de vencer Donald Trump em novembro.

Números da CNN indicam que os eleitores também decidiram seguir este raciocínio, escolhendo o candidato que eles acreditam ser o mais capaz de vencer a eleição geral, em mais um fator que favoreceu Biden nos dias que antecederam a Super Terça.

Levantamentos feitos por diversos jornais americanos apontaram que boa parte dos eleitores decidiu seu voto apenas nos últimos dias, o que reforça a análise de que Biden ganhou força a partir do último debate, arrancando após a vitória melhor que a esperada na Carolina do Sul no sábado (29).

PUBLICIDADE

De acordo com a rede americana NBC, Biden levou 47% dos votos daqueles que decidiram na última hora, enquanto Sanders teve 19%. Com estes dados, alguns analistas afirmaram que, se 40% dos eleitores da Califórnia não tivessem votado de forma antecipada, é possível que o ex-vice tivesse um resultado ainda melhor no estado.

Todos estes números levaram Biden a ser considerado o vitorioso da Super Terça. Ele sai deste dia com sua campanha em franca ascensão, com as casas de aposta chegando a indicar 70% de chance de vitória. Mas Sanders não está fora do páreo, ainda tem para si o eleitorado mais à esquerda dentro do partido. A disputa deve ser definida apenas na reta final.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos