Número de PCs cresce e, com ele, o consumo de energia; veja como economizar

O Procel, da Eletrobrás, recomenda comprar laptops, eles consomem até 25% menos de energia que os desktops comuns

SÃO PAULO – No ano passado, a venda de computadores cresceu 16% e hoje existem mais de 60 milhões de computadores em uso no País, considerando os corporativos e os domésticos, de acordo com pesquisa realizada pela FGV.

Ainda segundo o levantamento, em 2012, haverá um computador para cada dois habitantes. Em abril, segundo o Ibope, o número de brasileiros que navegam pela internet alcançou 25,5 milhões de usuários. Eles gastam, em média, 24 horas por mês na web.

Com esse número de computadores e tantas horas gastas na frente deles, no final do mês, a conta de energia acaba saindo cara. De acordo com o Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), da Eletrobrás, a cada quatro horas que ficamos na frente do computador, por dia, consumimos 15KWh por mês, que equivale a R$ 7 na sua conta de luz (considerando o preço médio de energia no País).

PUBLICIDADE

Quem fica uma média de 12 horas diárias com o computador ligado consome a energia necessária para manter uma geladeira de duas portas, ou seja, um consumo de 45KWh mensais. Isso representa um gasto médio (também em nível nacional) de R$ 22 por mês para o seu bolso e um consumo exagerado de um recurso que está cada vez mais escasso.

Então, para economizar e ajudar o planeta, preste atenção não só no tempo que o seu PC fica ligado, mas, na hora de comprá-lo, priorize o equipamento mais adequado para você e dê preferência àqueles que tenham componentes que não consumam tanta energia.

Na loja e em casa

De acordo com o Procel, para economizar prefira comprar os laptops. Embora sejam mais caros que os desktops comuns, o custo-benefício no final das contas compensa o gasto inicial, já que eles consomem cerca de um terço a um quarto da energia que um desktop consome.

Se não puder levar um laptop para casa, então, ao escolher o PC comum, prefira o conjunto que tenha monitor de LCD. Ele consome 25% menos energia que o monitor convencional. Além disso, existem fabricantes de chips que oferecem opções de desktops que consomem menos energia. Opte por um sistema com tecnologia de gerenciamento de energia.

Com o PC em casa, fique atento às suas reais necessidades. Mantenha desligados todos os acessórios do computador, se não estiver usando, como impressoras e estabilizador. Este componente, inclusive, deve ficar desligado da tomada. Na hora de fazer downloads de arquivos pesados, desligue o monitor.

Aliás, a boa utilização dos monitores pode ajudar na economia. O sistema de desligamento automático (Programa Energy Star) deve estar acionado. Ele desliga o monitor, caso o equipamento fique ocioso por determinado tempo, e coloca o processador em estado de espera (modo sleep). Esse sistema só é válido caso o tempo que você fica sem usar o equipamento seja de até meia hora. Se esse intervalo for maior, o Procel recomenda desligar o computador.

Outras dicas

O Procel lembra que economizar energia requer algumas atenções especiais. O órgão recomenda utilizar aparelhos elétricos fora do horário de pico, além de adquirir equipamentos que com Selo Procel, que são os mais eficientes.

Evite desperdícios!