Nova disputa na Câmara pode abalar base de apoio do governo

Presidência do Conselho de Ética da Casa deve ser disputada por dois candidatos da base aliada, um do PT e outro do PTB

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma nova disputa por cargos no governo deve abalar a aliança entre o PT e o PTB. A escolha da presidência do Conselho de Ética da Câmara, que foi adiada para a próxima quarta-feira, deve contar com candidatos dos dois partidos.

O PTB se articula para manter o deputado Ricardo Izar no cargo. Pela justificativa de Izar, o apoiou que o partido deu ao PT na eleição à presidência da Casa era condicionado à possibilidade de manter o domínio sobre o Conselho de Ética.

Entre os nomes cotados pelo PT para participar dessa eleição, estão os deputados José Eduardo Cardozo e Odair Cunha. O partido ainda conta com o apoio do PFL.

Acordo?

Aprenda a investir na bolsa

Izar disse à Folha Online que vai disputar o cargo, mas acredita que o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, do PT, irá lembrar do acordo. Chinaglia, por outro lado, em entrevista ao mesmo veículo, negou qualquer negociação.

Histórico

A presidência do Conselho de Ética da Câmara é uma das mais disputadas pelos parlamentares por causa da sua importância durante as CPIs. É este conselho que decide quais processos de cassação serão julgados ou arquivados.