Crise?

‘Neoliberais’ estão disseminando o ódio para desestabilizar o governo, diz ministro

O pessimismo político acaba assustando o consumidor, impedindo que ele tenha segurança para assumir novos gastos, um discurso pessimista que "está sendo usado para desestabilizar o governo e atingir a economia

SÃO PAULO – O ministro do Trabalho filiado ao PDT, Manoel Dias, atacou o que chama de “grupo neoliberal”, acusando-o de estar disseminando ódio de classe e discurso pessimista para desestabilizar o governo e atingir a economia. Rejeitando que a noção de que o Brasil esteja passando por uma crise econômica, o ministro disse que o País vive hoje uma crise política. Dias deu entrevista nesta segunda-feira (8) à margem da Assembleia Internacional do Trabalho, conforme noticiou o Valor.

Para Dias, os “neoliberais” perderam a eleição, não se conformaram e agora querem desestabilizar o governo. Ele comentou que a retração do PIB (Produto Interno Bruto) é fruto da Operação Lava Jato e do discurso negativista, que assusta a população.

O pessimismo político acaba assustando o consumidor, impedindo que ele tenha segurança para assumir novos gastos, um discurso pessimista que “está sendo usado para desestabilizar o governo e atingir a economia”, disse. 

PUBLICIDADE

Ele acredita, no entanto, que o pior já passou porque estima que o discurso contra o governo foi tão radical que a população se deu conta da situação pode não ser fácil, mas não é tudo isso que estão pregando.