Operação Lava Jato

Moro manda soltar executivos da Odebrecht e só Marcelo continua preso; juiz elogia mudança de postura da empresa

Marcelo Odebrecht deve continuar detido até o final de 2017

SÃO PAULO – O juiz federal Sérgio Moro mandou soltar dois executivos ligados à Odebrecht que estavam presos desde março: Olívio Rodrigues Júnior e Luiz Eduardo da Rocha Soares. Desta forma, apenas Marcelo Odebrecht continua preso.

A medida foi tomada na última segunda, mesmo dia em que os depoimentos da delação dos 77 nomes ligados à empreiteira foram enviados ao STF (Supremo Tribunal Federal) pela Procuradoria-Geral da República.

Rodrigues Júnior e Rocha Soares  foram presos na 26ª fase da Lava Jato, em março deste ano. Marcelo Odebrecht deve continuar detido até o final de 2017

PUBLICIDADE

 

 

 

No despacho em que autorizou a soltura dos executivos, ligados ao “departamento da propina” da Odebrecht, Sérgio Moro elogiou o comprometimento público da empreiteira em “mudar as práticas empresariais”. De acordo com o juiz, essa é uma “louvável mudança de postura” do Grupo Odebrecht.

Quando os acordos foram assinados, a empreiteiro divulgou um comunicado chamado “Desculpe, a Odebrecht errou”. No documento, ela se comprometeu a mudar suas práticas.