Não agrada a todos...

Moro é alvo de protesto por grupo de procuradores municipais em congresso; associação diz que “só 4 o vaiaram”

O juiz da Lava Jato não demonstrou preocupação e, a amigos, comentou que uns poucos manifestantes o vaiaram e que tal conduta faz parte da democracia

SÃO PAULO – O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, foi alvo de protesto durante congresso dos procuradores municipais na última terça-feira (21), em Curitiba. Conforme destacou o Paraná Portal,  quando o nome do magistrado foi confirmado no evento, 72 procuradores municipais assinaram nota endereçada ao presidente da ANPM (Associação Nacional dos Procuradores Municipais), Carlos Mourão, para manifestar a insatisfação do grupo.

Black Friday InfoMoney: sua única chance de comprar nossos cursos com 50% de desconto

O grupo de procuradores que organizou a manifestação contra Moro deixou o local quando juiz deu início à palestra na noite de ontem. Cerca de 25 procuradores municipais endossaram a manifestação, mas continuaram no Congresso para protestar contra a presença do magistrado.

PUBLICIDADE

De acordo com o procurador municipal de Fortaleza e ex-presidente da ANPM, Guilherme Rodrigues, a ideia inicial era fazer um protesto silencioso, mas três faixas trazidas pelo grupo foram tomadas pela organização. Assim, em meio a aplausos de participantes que de pé saudaram o juiz, foi possível ouvir algumas vaias e gritos de ‘vergonha’ quando o nome do juiz era mencionado.

Contudo, Moro não demonstrou preocupação e, a amigos, comentou que uns poucos manifestantes o vaiaram e que tal conduta faz parte da democracia. 

A procuradora municipal de Fortaleza Rosaura Brito Bastos, segundo o site, afirmou que Moro exerce uma magistratura acusatória, que desrespeita a defesa dos réus.  “A ele, ao juiz da causa, que deveria ser imparcial, só servem as provas que venham a contribuir com a tese dele, que é acusatória. Um juiz não pode ser acusador”. 

Moro não se pronunciou. Já a  Associação Nacional dos Procuradores Municipais informou que ‘apenas 4 vaiaram o juiz federal Sérgio Moro e 800 o aplaudiram de pé’, segundo informa o Estadão. A entidade revelou preocupação com as informações de que a palestra de Moro foi cercada por hostilidades e protestos. “Moro foi aplaudidíssimo”, declarou Miguel Kalabaide, procurador do município em Curitiba e coordenador-geral do congresso.