Lava Jato

Moro aceita denúncia contra esposa de Cunha e mais três na Lava Jato

Moro também determinou que o MPF se manifeste sobre sua posição quanto à filha de Cunha Danielle Dyitz Cunha, já que não houve promoção de arquivamento

SÃO PAULO – O juiz federal Sérgio Moro aceitou a denúncia contra Cláudia Cordeiro Cruz, esposa do presidente afastado da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, na Operação Lava Jato. Além dela, Idalécio de Castro Rodrigues de Oliveira, o lobista João Augusto Rezende Henriques, e o ex-diretor da area Internacional da Petrobras Jorge Luiz Zelada, também se tornaram réus. Os crimes citados são corrupção passiva e passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. 

O MPF (Ministério Público Federal) afirmou que Cláudia Cruz tinha plena consciência dos crimes que praticava e é a única controladora da conta em nome da offshore Köpek, na Suíça, “por meio da qual pagou despesas de cartão de crédito no exterior em montante superior a US$ 1 milhão num prazo de sete anos (2008 a 2014), valor totalmente incompatível com os salários e o patrimônio lícito de seu marido”.

“Quase a totalidade do dinheiro depositado na Köpek (99,7%) teve origem nas contas Triumph SP (US$ 1.050.000,00), Netherton (US$ 165 mil) e Orion SP (US$ 60 mil), todas pertencentes a Eduardo Cunha”, destacou. 

PUBLICIDADE

Moro também determinou que o MPF se manifeste sobre sua posição quanto à filha de Cunha Danielle Dyitz Cunha, já que não houve promoção de arquivamento.