AO VIVO Fundador da Chili Beans fala sobre a gestão de crise da empresa na pandemia; assista

Fundador da Chili Beans fala sobre a gestão de crise da empresa na pandemia; assista

Moradores da região Sul do Brasil são os mais propensos a comprar imóveis

Isso porque a média de sulistas que acham que este não é o momento para a compra do bem é 3 pp menor que a média Brasil

SÃO PAULO – Os moradores da região Sul do País são os mais propensos à compra de imóveis no atual momento econômico, segundo aponta levantamento do Ibope Inteligência, realizado em parceria com a rede global de pesquisas WIN (Worldwide Independent Network of Market Research).

Isso porque a média de sulistas que acham que este não é um bom momento para a compra de um imóvel é de 49%, três pontos percentuais abaixo da média nacional (52%) e a menor dentre as regiões brasileiras (53% da população de cada uma delas).

Idade e faixa de renda

Por faixa de renda, os mais cautelosos são os consumidores da classe DE, cujo percentual de pessoas que acreditam não ser este um bom momento para a compra de imóveis é de 58%.

PUBLICIDADE

Na classe C, este índice cai para 55% e na AB para 41%, uma diferença de 17 pp da classe DE e 11 pp menor do que o apurado entre a população do País.

Por idade, as pessoas mais jovens são as mais pessimistas, visto que 57% dos que têm entre 16 e 24 anos ou de 25 a 29 anos não avaliam o atual momento como propício para a compra de um imóvel.

Em seguida, estão as pessoas na faixa dos 40 aos 49 anos (53%), dos 30 aos 39 anos (49%) e acima dos 50 anos (48%).

Pesquisa

O estudo do Ibope também verificou a perspectiva de homens e mulheres e concluiu que eles estão mais cautelosos do que elas, 57% contra 47%, respectivamente.

Para a realização deste levantamento, intitulado Barômetro Mundial sobre a Crise Financeira, as entidades ouviram 21.088 pessoas de 22 países, sobre o futuro de seu país, renda e confiança no governo, bancos e ações de mercado.