AO VIVO Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Ministro de Finanças japonês é hospitalizado após atividades orçamentárias do governo

Segundo funcionário do Ministério, Hirohisa Fujii deverá permanecer no hospital pelos próximos dez dias, porém mantém agenda

SÃO PAULO – O ministro de Finanças japonês, Hirohisa Fujii, foi hospitalizado devido a problemas de pressão arterial alta e exaustão, após a elaboração do orçamento governamental do país.

Em entrevista à agência de notícias Bloomberg, um funcionário do Ministério de Finanças do Japão afirmou que Fujii deverá permanecer hospitalizado por cerca de 10 dias. No entanto, ele ainda deve participar de reuniões de gabinete agendadas para os dias 30 de dezembro e 5 de janeiro.

A hospitalização do ministro de Finanças japonês segue um longo período de deliberações sobre o primeiro orçamento proposto pela administração do primeiro-ministro do país, Yukio Hatoyama, que assumiu o cargo em setembro deste ano.

PUBLICIDADE

Hatoyama pediu que Fujii adiasse sua aposentadoria e disputasse as eleições de agosto, que colocaram o partido democrata japonês novamente no poder. Fujii também havia estado à frente do Ministério de Finanças do Japão em 1993.

Atual gestão
Ter seu ministro de Finanças hospitalizado foi o último dos baques para a gestão do atual primeiro-ministro, que vive um momento político conturbado. Hatoyama voltou atrás em algumas promessas de campanha e enfrenta preocupações a respeito da sustentabilidade de uma recuperação econômica mais profunda.

Neste mês, o nível de aprovação da atual gestão ficou em 50%, comparado à marca de 75% alcançada na metade do mês de setembro deste ano. No último dia 25, Hatoyama revelou um proposta de orçamento de ¥ 92,3 trilhões (ou US$ 1 trilhão), que prevê a venda de ¥ 44 trilhões em títulos de dívida, o que equipara o montante atual ao mesmo observado na gestão anterior.