Eleições americanas

Microfones de Trump e Biden poderão ser cortados no debate desta quinta para evitar interrupções, define comissão

O encontro de presidenciáveis desta quinta terá duração de 90 minutos e será dividido em seis blocos temáticos com 15 minutos cada, sem intervalos

(Justin Sullivan/Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A comissão que cuida dos debates presidenciais nos Estados Unidos anunciou que para o debate que ocorrerá na quinta-feira (22) entre Donald Trump e Joe Biden os microfones poderão ser cortados.

Esta solução serve para evitar o que aconteceu no primeiro encontro entre os dois, em setembro. Na ocasião, houveram muitas interrupções, o que atrapalhou a compreensão dos eleitores sobre as propostas e levou à duras críticas por parte da imprensa e de especialistas.

Com isso, agora a moderadora Kristen Welker, da NBC, poderá controlar quando os dois candidatos começarem a se cortar na fala do adversário.

Aprenda a investir na bolsa

Seguindo o que foi estabelecido no primeiro debate, o encontro de quinta terá duração de 90 minutos e será dividido em seis blocos temáticos com 15 minutos cada. Não haverá intervalos comerciais entre as trocas de assuntos.

Cada um dos dois candidatos poderá falar por dois minutos no início de cada bloco, momento em que ele não poderá ser interrompido e que a mediadora poderá cortar o microfone do oponente.

Em seguida haverá uma discussão aberta, sem o corte do áudio, até que os dois completem 15 minutos debatendo o tema. Neste momento, caso haja interrupção, o tempo de fala será descontado.

Este será o segundo e último debate entre Trump e Biden, que deveriam ter feito um outro encontro no dia 15 de outubro, mas que acabou cancelado após o atual presidente se recusar a participar de forma virtual. A eleição ocorre no dia 3 de novembro.

Série gratuita do InfoMoney explica a hora certa de entrar e sair de ativos na Bolsa: clique aqui e aprenda como vencer os tubarões do mercado com consistência e segurança