Mercadante defende crédito do BNDES a companhias aéreas via fundo garantidor

Presidente do banco estatal disse que o Brasil "é continental e precisa ter empresas aéreas", mas ressaltou que o governo vai definir o tamanho do fundo

Reuters

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Publicidade

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante (PT), defendeu nesta quinta-feira (29) ajuda às companhias aéreas brasileiras e afirmou que o banco pode ofertar crédito a elas, desde que seja criado um fundo garantidor com recursos da União.

“O país é continental e precisa ter empresas aéreas”, disse o presidente do BNDES a jornalistas em evento na sede do banco. “Temos empresas nacionais que são parceiras importantes da Embraer e temos parceria histórica com a Embraer”.

“Essas empresas [aéreas] vinham bem até a pandemia, e no pós-pandemia vão bem em faturamento, número de passageiros e viagens, mas aviões ficaram no chão [na pandemia] tendo que pagar taxas, profissionais e leasing. Tudo isso impactou”, afirmou o petista.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

Em janeiro, a Gol (GOLL4) apresentou um pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos e tem negociado com credores o recebimento adicional de recursos e termos mais flexíveis de arrendamento de aeronaves. A Latam Airlines também entrou em RJ nos EUA durante a pandemia, e recentemente a Azul (AZUL4reestruturou sua dívida com credores.

Mercadante demonstrou disposição em ofertar linhas de crédito às companhias aéreas brasileiras, desde que haja garantias. O presidente do BNDES defendeu a criação de um fundo garantidor de crédito, com recursos da União, para viabilizar os financiamentos do banco para o setor.

“Há várias discussões em andamento, esperando uma decisão para se encontrar o caminho eficiente para poder oferecer crédito”, disse o petista. Ele ressaltou que quem vai definir o tamanho do fundo garantidor será o governo.

Continua depois da publicidade

Leia também:
Socorro às aéreas: quais as alternativas em debate para aliviar a crise do setor
Voa Brasil: programa de passagens a R$ 200 não atenderá a todos, diz ministro
Projeto que proíbe cobrança para escolher assento em avião tem votação adiada

Na próxima semana, o BNDES deve divulgar seu resultado em 2023, mas Mercadante antecipou que o volume total de crédito do banco cresceu R$ 35 bilhões de reais ante 2022, para R$ 515,1 bilhões.

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.