Virada de chave

Maia: Bolsonaro continua insistindo em tese, mas chave da equipe econômica virou

Presidente da Câmara disse ainda que a falta de compreensão do governo Bolsonaro atrasa o planejamento do próprio Ministério da Saúde

(Marcelo Camargo/Ag. Brasil)
Aprenda a investir na bolsa

Em teleconferência realizada na manhã desta sexta-feira, 3, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a cobrar ações mais efetivas do Poder Executivo e saiu em defesa do ministro da Saúde, Henrique Mandetta, alvo na quinta de críticas do presidente Jair Bolsonaro. “Com alertas de Mandetta, governo deveria ter organizado melhor (as ações emergenciais para o combate à pandemia do coronavírus no País).”

A teleconferência, com o tema ‘Propostas para o recomeço’, é organizada pelo jornal Valor Econômico, com a participação do economista-chefe do Itaú, Mario Mesquita.

Na defesa do titular da Saúde, Maia disse que a falta de compreensão do governo Bolsonaro também atrasa o planejamento do próprio Ministério da Saúde.

Aprenda a investir na bolsa

O presidente da Câmara citou que o Executivo brasileiro demorou para perceber a gravidade do problema e muitos preferiram achar que não haverá contaminação na economia.

Nas críticas ao governo Bolsonaro, disse que a gestão federal não pensou em como isolar a população idosa nas comunidades de baixa renda. Mas ponderou que a Grã Bretanha fez uma avaliação equivocada no início e só depois Boris Johnson tomou as ações necessárias ao combate da pandemia.

“Erros de avaliação não foi problema só do Brasil”, disse Maia, reiterando que aqui no Brasil o mandatário fica batendo na mesma tecla, mas a equipe econômica já virou a chave (no sentido de perceber a gravidade do problema).

Aprendizados em tempos de crise: uma série especial do Stock Pickers com as lições dos principais nomes do mercado de ações. Assista – é de graça!