RADAR INFOMONEY AO VIVO Petrobras anuncia plano para 2021 a 2025 e mercado não gosta; assista

Petrobras anuncia plano para 2021 a 2025 e mercado não gosta; assista

Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê superávit de 3,3% do PIB para 2011

Segundo relatório enviado ao Congresso, setor público deve ter receita de R$ 936,4 bilhões e despesas de R$ 854,6 bilhões

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo federal enviou ao Congresso Nacional nesta quinta-feira (15) o LDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias) que define as metas do executivo para o próximo ano.

De acordo com o documento, o governo brasileiro espera gastar R$ 854,7 bilhões em 2011, ao mesmo tempo em que a expectativa de é de acumular uma receita de R$ 936,4 bilhões.

Superávit
A proposta continua de atingir um superávit (economia para o pagamento dos juros da dívida pública) no setor público de 3,3% do PIB (Produto Interno Bruto) no ano que vem.

Aprenda a investir na bolsa

A meta nominal estimada é de R$ 125 bilhões para o setor público consolidado, segundo o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Vale destacar que o ministério exclui a Petrobras dos cálculos da apuração do superávit.

Além disso, o governo também comenta que o montante gasto com o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) pode ser abatido da meta fiscal no ano que vem, assim como o valor dos investimentos poderão aumentar caso haja pendências a pagar no final de 2010.

Macroeconomia
O LDO também faz projeções para a macroeconomia brasileira em 2011, quando espera um crescimento de 5,5% do PIB. A mesma taxa de aceleração está sendo prevista para 2012 e 2013.

Já no que tange aos preços dos produtos no Brasil, o governo federal estima uma inflação na casa de 4,5% a uma taxa Selic de 8,75%, ambas projeções para os três próximos anos.

De acordo com o relatório, a prioridade do governo no ano que vem será os projetos do PAC, considerados estratégicos para o governo como meio para trazer desenvolvimento ao país.