Eleição

Júlio Delgado lança candidatura à presidência da Câmara e entra com mandado contra Maia

Delgado não contará com o apoio de seu partido, já que o PSB anunciou que apoiará Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a reeleição

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) anunciou oficialmente nesta segunda-feira (30) que disputará a presidência da Câmara, marcada para ocorrer na próxima quinta-feira (2). Ele não contará com o apoio de seu partido, já que o PSB anunciou que apoiará Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a reeleição.

Delgado aproveitou o anúncio para informar que vai entrar nesta tarde com um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) solicitando que Maia seja impedido de ser candidato. Ele argumenta que, em dezembro de 2016, o atual presidente da Câmara emitiu um ato que define o rito, a data e os procedimentos da eleição. “Se ele quer ser candidato, como estabeleceu um rito para se beneficiar?”, questionou o deputado.

No caso de Maia registrar a candidatura, o mandado pede que a eleição da Câmara seja suspensa, já que, na avaliação do deputado, o ato de dezembro se tornaria inválido. “Se ele registrar a candidatura, esse ato é nulo”, disse. Delgado afirmou que vai buscar os outros candidatos à presidência da Casa para que subscrevam a ação.

Aprenda a investir na bolsa

O deputado do PSB já disputou duas vezes a presidência da Câmara, sendo derrotado em 2013 por Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e depois, em 2015, por Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Além de Maia e de Delgado, disputam atualmente a corrida pela presidência da Câmara os deputados Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE).