Investimentos em ações antiterroristas é aprovado por parlamentares no Japão

A votação no Parlamento terminou com 327 votos a favor e 128 contra. Somente 25 políticos não votar

SÃO PAULO – A proposta de diminuição do investimento na exploração de petróleo no Oceano Índico, para possibilitar a utilização desse dinheiro em ações antiterroristas foi aprovada, nesta terça-feira (13), pelo Parlamento do Japão, cuja maioria é composta por aliados do governo.

A votação terminou com um total de 327 votos a favor e 128 contra. De 480 parlamentares, 25 não votaram.

Oposição

A proposta, o maior desafio legislativo da administração do primeiro-ministro Yasuo Fukuda, segue agora para aprovação na Casa dos Conselheiros. As chances de ser aprovada nesse órgão são menores, pois a maioria dos parlamentares é da oposição, que é contra esse investimento.

PUBLICIDADE

Membros do Partido Democrata do Japão, Partido Comunista Japonês e do Partido Social Democrata estiveram entre os principais votos contrários.

O ministro Fukuda comemorou o resultado da votação desta terça e reiterou sua intenção de procurar um consenso sobre o assunto com a oposição, afirmando que iria explicar detalhadamente a proposta para a Casa dos Conselheiros.

Caso não seja aprovado, ou a votação não ocorra em menos de 60 dias, o projeto será enviado de volta ao Parlamento para uma segunda votação.