Emergentes

Índia presidirá banco dos Brics porque propôs a criação, disse Dilma

Dilma fez questão de ressaltar que foi o Brasil que apresentou a proposta para a criação do Acordo Contingente de Reservas- o fundo virtual de reservas

A presidente Dilma Rousseff negou que o governo brasileiro tenha aberto mão da presidência do banco dos Brics para evitar um impasse nas negociações para a criação do banco na reunião de cúpula dos grupo. Em entrevista coletiva após a reunião, neste terça-feira, 15, a presidente disse que o grupo decidiu escolher a Índia para a primeira presidência porque foi o governo indiano que propôs a criação do banco. Dilma fez questão de ressaltar que foi o Brasil que apresentou a proposta para a criação do Acordo Contingente de Reservas – o fundo virtual de reservas. “O acordo não tem presidente, foi iniciativa do governo brasileiro. É bom que se diga”, afirmou. Ela ressaltou ainda a importância do consenso.

A presidente falou ainda sobre a importância de o capital do novo banco de desenvolvimento ser dividido em partes iguais entre os cincos integrantes do grupo. Ela também ressaltou a importância do banco em um momento em que os países não têm tido acesso a fontes de financiamento. Segundo Dilma, o banco vai permitir condições para o investimento em programas que tenham a ver com a expansão da produção e grandes desafios de políticas sociais.