Na conta da modelo

Governo Temer aponta a “principal culpada” por derrocada em popularidade: Gisele Bündchen

Segundo a Coluna do Estadão, críticas contudentes da modelo ao episódio da Renca afetaram o governo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A última pesquisa CNT/MDA, divulgada no final da manhã da última terça-feira (19), não trouxe boas notícias para o presidente Michel Temer. O peemedebista registrou a pior aprovação pessoal e de governo da série histórica da pesquisa. A avaliação negativa do governo do peemedebista alcançou 75,6% neste mês de setembro, superando o então “recorde” registrado por sua antecessora, Dilma Rousseff, que teve índice de 70,9% em julho de 2015. Só 3,4% aprovam a gestão atual.

Temer também é dono do pior desempenho pessoal da série história: 84,5% desaprovam o desempenho do presidente. A pesquisa foi realizada com 2.002 eleitores durante os dias 13 e 16 de setembro.

Porém, ao contrário do que se pensa, não foi só a denúncia apresentada contra ele que levou a essa forte desaprovação. Pelo menos na avaliação do Planalto. Segundo a coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o governo colocou na conta de Gisele Bündchen a nova queda de popularidade revelada na pesquisa . A modelo criticou fortemente o governo no episódio da Renca (Reserva Ambiental do Cobre). No final de agosto, o governo extinguiu a reserva, situada em uma região entre os estados do Pará e do Amapá. Após muitas críticas, o governo voltou atrás.

Aprenda a investir na bolsa

A Coluna do Estadão também aponta que chamou a atenção dos políticos tucanos o fato do desempenho de Lula na pesquisa da CNT não ter sido afetado pelas acusações do ex-ministro Antonio Palocci. O ex-ministrou acusou o petista de ter fechado um “pacto de sangue” com Emílio Odebrecht, que consistia em presentes pessoais ao líder petista, como o sítio de Atibaia (SP), a doação do prédio de um museu dedicado a seu legado, palestras no valor de R$ 200 mil, além de uma reserva de R$ 300 milhões. Porém, pesquisa divulgada hoje pelo DataPoder mostra que Lula sofreu os impactos do depoimento de Palocci (veja mais clicando aqui).