Política

Governo finaliza MP do auxílio e Bolsonaro vai nesta quinta ao Congresso entregar o texto, dizem fontes

Duas MPs deverão ser editadas. Uma delas com o crédito extraordinário para financiar o programa, e outra com os critérios do programa

Jair Bolsonaro
(Isac Nóbrega/PR)

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro irá na tarde desta quinta-feira ao Congresso Nacional para entregar o texto da medida provisória que cria o auxílio emergencial, disseram à Reuters duas fontes que acompanham o tema, apesar de o texto ainda não estar, neste momento, totalmente finalizado.

De acordo com uma das fontes, o governo editará duas MPs. Uma delas com o crédito extraordinário para financiar o programa, e outra com os critérios para atender o que o governo calcula que serão 46 milhões de pessoas com valores que variam de 150 a 375 reais mensais.

O texto ainda não está pronto, informou uma das fontes, mas as duas MPs estão com o Palácio do Planalto passando pelas últimas revisões e devem ser apresentadas na sua versão final ao presidente em uma reunião com os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Walter Braga Neto.

A previsão é que Bolsonaro vá ao Congresso às 17h.

O Congresso promulgou na segunda-feira a PEC Emergencial, que prevê um limite de 44 bilhões de reais para uma nova rodada do auxílio emergencial. O texto, no entanto, foi aprovado na semana passada e os parlamentares cobram do governo o envio do texto do auxílio.

A previsão é que essa nova rodada, com valores bem inferiores aos de 2020, seja paga por quatro meses a partir de abril.