Governo divulga primeiro balanço do PAC: 52% do programa estão “adequados”

Com a divulgação de balanço do PAC, Comitê Gestor divulga que mais da metade dos projetos está dentro do cronograma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Foi divulgado nesta segunda-feira (7) o balanço dos primeiros três meses do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). O governo federal avaliou como adequado o andamento de 52,5% das ações acompanhadas pelo Comitê Gestor do programa.

O monitoramento é feito pelos ministros Guido Mantega, da Fazenda, Paulo Bernardo do Planejamento e Dilma Rousseff da Casa Civil, que acompanham os 1.646 empreendimentos de infra-estrutura previstos pelo PAC.

De acordo com o Comitê, 39,1% dos projetos demandam “atenção”, pois estão cumprindo com o cronograma, mas apresentam potencial risco de atrasos. “Podem ter atraso de um, dois ou três meses. Então, não vamos marcar com sinal verde porque apresentam risco”, explicou a ministra-chefe da Casa Civil.

Preocupação com resultados

Aprenda a investir na bolsa

Guido Mantega admite que o programa ainda não mostrou grandes resultados por ter sido implantado há pouco tempo. “Os objetivos que foram estabelecidos, de modo geral, foram conseguidos. É o primeiro programa de desenvolvimento que implantamos no Brasil depois de 20, 25 anos de planos contra crises”, afirmou o ministro da Fazenda.

Segundo a comissão formada pelos três ministros, 8,4% das obras estão em situação preocupante, ou seja, estão com atraso significativo ou risco elevado em sua execução. Dentre estas obras, destacam-se as hidrelétricas de Rondônia, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul; a linha de transmissão Palhoça-Desterro (SC) e o gasoduto do Amazonas.

A avaliação feita do andamento das medidas institucionais que compõem o PAC é positiva, já que a Câmara votou todas as MP’s relacionadas ao PAC, nove ao todo, sendo que duas já foram também votadas pelo Senado.