Retorno às salas de aula

Governo de SP anuncia plano de retomada gradual das escolas no estado

O retorno às aulas presenciais está previsto para o dia 08 de setembro, mas com 35% da capacidade máxima de alunos nas escolas

(Reprodução/YouTube)

SÃO PAULO – Nesta quarta-feira (24) o governo de São Paulo anunciou um plano de retorno gradual da educação presencial no estado. Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Dória (PSDB) e o secretário estadual de educação, Rossieli Soares, anunciaram que o retorno às aulas presenciais está previsto para o dia 08 de setembro e contará com uma restrição de 35% da capacidade máxima de alunos nas escolas.

O governo também anunciou um rodízio entre os alunos e disse que irá trabalhar com um sistema híbrido de ensino, combinando o ensino presencial com as aulas remotas.

O plano de retorno às aulas, porém, dependerá da permanência de todas as cidades do estado na fase amarela (fase três) do plano de flexibilização da economia, chamado de Plano São Paulo (relembre como funciona cada fase do plano).

PUBLICIDADE

Para que o plano possa ser implementado, todas as cidades do estado devem se manter na fase três por pelo menos 28 dias. Ainda de acordo com o governo paulista, todo o estado retomará as aulas presenciais no mesmo dia.

A medida é válida para escolas públicas e privadas do estado e contempla todas as etapas do ensino, passando pela Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Superior. De acordo com o governo, o estado de São Paulo possui ao todo 13,3 milhões de alunos.

Plano em três etapas para a retomada

O plano de retomada das aulas é dividido em três etapas, que serão acompanhadas do monitoramento das condições de saúde de cada região e protocolos de higienização dos ambientes escolares.

A primeira etapa começa no dia 08 de setembro, desde que o estado mantenha seus municípios na fase três de flexibilização por pelo menos 28 dias.

A segunda etapa, que ainda não tem data definida para entrar em vigor, só será implementada se 60% do estado estiver na fase verde (fase quatro) e permitirá o retorno de até 70% dos alunos.

A terceira e última etapa da retomada das aulas presenciais também não tem data definida, mas só deve ocorrer se o estado conseguir manter 80% dos municípios na fase verde (fase 4) e prevê retorno de 100% dos alunos.

PUBLICIDADE

“Para irmos para a etapa dois, 60% dos departamentos de saúde do estado já deverão estar dentro de um ciclo de 14 dias no verde [fase 4 de flexibilização]. Depois, para chegarmos à etapa três, 80% dentro do verde”, afirmou Rossieli.

Ainda de acordo com o secretário, caso alguma cidade venha a sofrer algum tipo de regressão na classificação de reabertura, ela será considerada como exceção dentro do plano e deverá suspender as atividades. “Nós vamos tratar a exceção ali naquela região, mantendo o estado aberto.”

Medidas e protocolos de seguranças

Para que a reabertura das escolas ocorra da forma mais segura possível, o governo estadual estabeleceu uma série de protocolos e medidas de segurança e de prevenção para que os alunos possam retornar às aulas presenciais com segurança.

Dentre os protocolos apresentados pelo governo estão: Distanciamento obrigatório de 1,5 m entre as pessoas e uso obrigatório de máscaras nas dependências das escolas.

Além disso, as instituições de ensino devem organizar os horários de entrada e saída dos alunos para evitar aglomerações e intervalos serão feitos em horários alternados, com revezamento de turmas.

Atividades de educação física só poderão ser realizadas mediante cumprimento do distanciamento de 1,5 m, preferencialmente ao ar livre e fica proibida a realização de feiras, palestras, seminários, competições esportivas e assembleias. O uso de bebedouros compartilhados também será proibido — cada aluno e funcionário deverá ter seu próprio copo ou garrafa de água.

O governo ainda destacou que que vai disponibilizar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos funcionários da rede pública de ensino para cada tipo de atividade, seja na educação, na cozinha, nos setores de limpeza e nos setores administrativos. Foi recomendado que os pais e responsáveis meçam a temperatura dos seus filhos antes de mandá-los para a escola.

4º ano do Ensino Médio

Além do plano de retorno às aulas presenciais, a Secretaria Estadual de Ensino está trabalhando no projeto de fazer um 4º ano do Ensino Médio optativo para os estudantes que quiserem se preparar melhor para o vestibular.

PUBLICIDADE

“A gente tem visto estudantes que querem ter mais uma oportunidade de continuar estudando, para se preparar melhor para o vestibular. Nós vamos trabalhar para – havendo vaga – acolher esses jovens para que eles possam continuar estudando, considerando este ano [de pandemia] que a gente teve. Em breve, nós vamos trazer mais detalhes para que os alunos que estão no terceiro ano possam ingressar, também neste ano, para o próximo ano, se desejarem, obviamente”, afirmou Rossieli

“Nós temos que trazer a conclusão do Ensino Médio com a melhor qualidade possível e dar oportunidade para que aqueles que quiserem aprofundar ainda mais possam ter a oportunidade, sem tirar o direito daqueles que estão chegando”, concluiu o secretário.

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.