Urgente

Geraldo Alckmin aceita presidência do PSDB e vai lutar para unificar o partido

Governador de São Paulo terá a missão de unir o partido e buscar apoio para 2018

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Governador de São Paulo e provável candidato do PSDB à presidência da República em 2018, Geraldo Alckmin aceitou tornar-se presidente do partido. Logo antes, o presidente interino do partido, Alberto Goldman, confirmou em entrevista ao Valor que Alckmin será aclamado como presidente pelos próximos dois anos.

Pela tarde, diversos veículos de imprensa afirmavam que o senador Tasso Jereissati (CE) desistiu da disputa e o “ninho tucano” ficaria nas mãos do governador de São Paulo, decisão que deve ser oficializada em jantar do partido que será realizado nesta segunda-feira (27) no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

Depois do racha do partido em apoiar Michel Temer contra as duas denúncias apresentadas por Rodrigo Janot, Alckmin terá a missão de unir o partido há um ano das eleições e, principalmente, buscar aliados para lançar sua candidatura à presidência da República em 2018, que ganhou bastante força com esse movimento dentro do PSDB.

PUBLICIDADE