Gastos do governo com publicidade deverão crescer 32,2% em 2009

R$ 15 milhões serão gastos com empresa que promova País no exterior, enquanto R$ 4 milhões irão para pesquisas de opinião

SÃO PAULO – O governo federal deverá elevar os gastos com comunicação e publicidade em 32,18% no próximo ano. De acordo com os números, isso poderá representar um peso de R$ 184 milhões aos cofres públicos da União.

A Secretaria de Comunicação Social, responsável pela publicidade da Presidência e dos ministérios, informa que o governo está planejando gastar R$ 15 milhões na contratação de uma empresa que faça a assessoria de imprensa do Brasil no exterior.

Ademais, incide ainda uma licitação no valor de R$ 11 milhões para a reformulação do site da Presidência e do portal “Mais Brasil” na internet. Outros R$ 4 milhões serão destinados a uma série de pesquisas de opinião para avaliar a repercussão de obras como PAC, Bolsa Família, entre outros.

Utilidade pública

PUBLICIDADE

Já para propagandas de utilidade pública, como campanhas de vacinação e conscientização popular, permaneceram com os mesmo recursos disponibilizados durante este ano, cerca de R$ 16 milhões, mesmo com uma inflação prevista na casa dos 6,5% ao ano.

Neste ano, o orçamento concedido à Secretaria de Comunicação Social do governo foi de R$ 139,2 milhões, abaixo do previamente pedido, que havia sido de R$ 179 milhões.