Diz Folha

Futuros ministros Levy e Barbosa consideram insuficientes as medidas fiscais preparadas

nova equipe econômica de Dilma Rousseff não teve tempo para analisar com profundidade o teor de todas as propostas e, com isso, cancelou a posse esperada para acontecer já nesta sexta-feira

SÃO PAULO – De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, o adiamento da posse dos futuros ministros também suspendeu o anúncio de medidas econômicas previstas para hoje.

A nova equipe econômica de Dilma Rousseff não teve tempo para analisar com profundidade o teor de todas as propostas e, com isso, cancelou a posse esperada para acontecer já nesta sexta-feira. 

Algumas ações já preparadas foram consideradas insuficientes por auxiliares presidenciais para reduzir o gasto público e, ao mesmo tempo, ajudar a impulsionar o crescimento do PIB. O futuro time de Dilma será composto por Joaquim Levy, na Fazenda, Nelson Barbosa no Planejamento e a continuidade de Alexandre Tombini no Banco Central. 

PUBLICIDADE

E os futuros ministros avaliaram as medidas iniciais elaboradas pelo atual titular da Fazenda, Guido Mantega, como boas, mas insuficientes. A ideia é encorpar o pacote para equilibrar as contas do País. Mantega entregou um pacote de medidas para reequilibrar as contas públicas: entre elas, a volta da cobrança da Cide.