AO VIVO Primo Rico propõe desafio de 21 dias com lições sobre dinheiro e investimentos; assista à live desta sexta

Primo Rico propõe desafio de 21 dias com lições sobre dinheiro e investimentos; assista à live desta sexta

Funcionalismo: gastos do Executivo deverão somar 72% do Orçamento da União

Na proposta orçamentária para 2009, cerca de R$ 542,148 bilhões cobrirão gastos da presidência e ministérios

SÃO PAULO – Pela proposta orçamentária entregue na última quarta-feira (27) pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, em torno de 72,2% dos R$ 750,926 bilhões, ou R$ 542,148 bilhões, serão destinados preferencialmente para a cobertura de gastos do Executivo.

Essas despesas, intituladas como “primárias”, compõem os gastos da presidência da República e dos ministérios com pessoal, encargos sociais, custeio, investimentos e despesas obrigatórias, como os precatórios judiciais.

Dos ministérios, o da Previdência Social deverá ser o maior destino dos recursos, contando com algo em torno de R$ 239,449 bilhões. Em segundo e terceiro lugar, estão o da Saúde e o da Defesa, com R$ 58,303 bilhões e R$ 50,197 bilhões respectivamente.

Funcionalismo

PUBLICIDADE

As despesas contam com um outro fator de peso, responsável por 52,63% do Orçamento da União, ou R$ 834,1 bilhões, que constam como as despesas financeiras.

Desse total, R$ 631,7 bilhões serão destinados para a amortização da dívida, enquanto que R$ 127,1 bilhões representam o pagamento de juros e encargos. Os R$ 75,4 bilhões restantes serão para “as demais despesas financeiras”.