Executiva do PDT decide apoiar Lula em troca de pastas ministeriais

A decisão ainda precisa ser ratificada pelo diretório nacional do partido, que se reúne no dia 12 de janeiro

SÃO PAULO – A Executiva Nacional do PDT, com a aprovação da bancada do partido no Congresso e dos presidentes dos diretórios regionais, anunciou que irá apoiar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu segundo mandato.

A decisão ainda precisa ser ratificada pelo diretório nacional do partido, que se reúne no dia 12 de janeiro, mas o deputado Severiano Alves acredita que o apoio será aprovado.

Escolha dos ministérios

O partido deve condicionar sua participação ao comando de determinados ministérios. Segundo fontes políticas, as pastas visadas pelo partido são Educação, Trabalho, Previdência ou Cidades.

PUBLICIDADE

Essa posição também não impede que o PDT dispute as presidências da Câmara e do Senado, que ainda não foram definidas.

Desacordo

Não houve uma votação formal, mas o apoio não foi unânime. Entre os deputados que foram contra a decisão estão Cristovam Buarque, que foi candidato à presidência pelo PDT e o ex-governador do Alagoas Ronaldo Lessa.