Ex-primeiro-ministro do Japão diz que Naoto Kan deve permanecer no cargo

Após partido de Kan perder as eleições do Senado, atual premiê enfrentará Congresso dividido ao longo de seu governo

SÃO PAULO – O ex-primeiro ministro do Japão, Yukio Hatoyama, declarou nesta quinta-feira (22) seu apoio para que o atual premiê, Naoto Kan, continue em seu cargo.

A declaração acontece dias depois do partido do governo, o DPJ, sofrer uma forte derrota nas eleições legislativas do país. “Kan acaba de assumir o governo. Ninguém pode dizer que ele deveria desistir imediatamente”, disse Hatoyama.

Desafio
Kan busca a reeleição como presidente do DPJ, na eleição do partido marcada para setembro deste ano. Devido ao fato de o DPJ ser maioria na Câmara dos Deputados (a chamada lower-house, que tem mais força no poder legislativo japonês que o Senado), cabe ao partido nomear o primeiro-ministro.

PUBLICIDADE

Porém, como a oposição venceu as eleições do Senado (upper house), Naoto Kan terá de encarar um Congresso dividido ao longo de seu governo, segundo informações do jornal Japan Today.