Eleições custam R$ 3,60 para cada eleitor

Valor foi considerado baixo pelo presidente do TSE; gasto final (R$ 490 milhões) foi mais de 10% menor do que o previsto do orçamento inicial

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) revelam que as eleições 2010, finalizadas no último domingo (31) com a realização do segundo turno que elegeu Dilma Rousseff como nova presidente do País, custou R$ 490 milhões.

Ou seja, para cada eleitor, a média de gastos foi de R$ 3,60. O gasto foi mais de 10% menor do que o previsto no orçamento aprovado pelo pleito, que era de R$ 549 milhões.

O valor foi considerado baixo pelo presidente do TSE, Ricardo Lewandowski. “Considerando ter a democracia funcionando neste grau de eficiência que vimos, esse é um custo relativamente baixo”, afirmou, segundo a Agência Brasil.

PUBLICIDADE

Segundo turno
Ainda de acordo com o presidente, apenas o segundo turno estourou o orçamento, já que foram acrescidos R$ 10,3 milhões em relação ao que estava previsto.

Lewandowski explicou que o aumento nos gastos se deu em razão de suplementações orçamentárias em 10 estados. Apenas com despesas para alimentação de mesários foram gastos R$ 40 milhões, já que cada um recebe R$ 20.