Diplomacia internacional

Eleição no Brasil será livre e justa apesar de falas de Bolsonaro, diz indicada para embaixada dos EUA

‘Eles têm todas as instituições democráticas de que precisam para ter uma eleição livre e justa’, disse Elizabeth Frawley Bagley ao ser sabatinada no Senado

Por  Reuters -

A expectativa é que o Brasil tenha eleições livres e justas em outubro, apesar das declarações do presidente Jair Bolsonaro (PL), afirmou Elizabeth Frawley Bagley, indicada para ser embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, em sabatina no Senado americano na quarta-feira (18).

A diplomata foi indicada ao cargo pelo governo do presidente americano, Joe Biden, em janeiro. e destacou a “base institucional” brasileira. Bagley disse monitorar processos eleitorais há 30 anos e que está ciente que o pleito no Brasil não será fácil, mas defendeu o bom funcionamento das instituições democráticas do país.

“O Brasil é uma democracia, tem instituições democráticas, sistema eleitoral democrático, tem Judiciário e Legislativo independentes, tem liberdade de expressão e de reunião. Eles têm todas as instituições democráticas de que precisam para ter uma eleição livre e justa”, afirmou a indicada.

“Sei que não será um momento fácil por causa de muitos dos comentários dele [Bolsonaro]. Apesar de todos esses comentários, há uma verdadeira base institucional, e penso que o que vamos continuar a fazer é mostrar a nossa confiança e a nossa expectativa de que terão eleições livres e justas. Estamos fazendo isso em todos os níveis”.

A relação de Biden com Bolsonaro, os presidentes das duas maiores democracias do ocidentais, tem sido distante desde que o democrata tomou posse, em janeiro de 2021. O presidente americano e representantes do seu governo já fizeram críticas à gestão de questões ambientais no Brasil.

No início o mês, a agência de notícias Reuters revelou que o diretor da CIA (a agência de inteligência dos EUA) disse a autoridades brasileiras de alto escalão em julho do ano passado que Bolsonaro deveria parar de questionar o sistema eleitoral do Brasil.

A embaixada americana em Brasília está sem titular desde desde a aposentadoria do embaixador Todd Chapman, e tem sido tocada interinamente por Douglas Koneff desde meados de 2021.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe