Eleições 2022

Doria volta atrás, renuncia ao governo de SP e segue na disputa pelo Planalto

Mais cedo, jornais publicaram que o político tinha desistido de sua campanha ao Planalto e comunicado ao vice que ficaria à frente do governo paulista

Por  Anderson Figo -

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou atrás e anunciou que vai renunciar ao cargo para concorrer à Presidência da República.

Mais cedo, jornais publicaram que o político tinha desistido de sua campanha ao Planalto e comunicado ao vice, Rodrigo Garcia, na noite de ontem, que ficaria à frente do governo paulista.

O movimento seria uma cartada de Doria para contra-atacar uma ala do PSDB que se organizava para apoiar a candidatura do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, no lugar do governador paulista.

Leite perdeu para Doria nas primárias do partido no ano passado, chegou a cogitar deixar a legenda para concorrer à Presidência, mas decidiu ficar após uma carta de apoio de tucanos.

Leia também:

A decisão de Doria foi tomada após Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB, ter divulgado nesta tarde uma carta oficial reafirmando que o pré-candidato do partido à presidência da República é o governador de São Paulo, que foi “escolhido democraticamente em prévias nacionais realizadas em novembro de 2021”.

“As prévias serão respeitadas pelo partido”, afirmou Araújo. “O governador tem a legenda para disputar a presidência da República. E não há nem haverá qualquer contestação à legitimidade de sua candidatura pelo partido”.

Receba o Barômetro do Poder e tenha acesso exclusivo às expectativas dos principais analistas de risco político do país
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe