Reforma por vir

Dilma deve decidir reforma ministerial ainda nesta semana, diz fonte

Dilma pode decidir o que fazer com os ministérios ocupados pelo PMDB até o fim desta terça-feira, disse a pessoa sob condição de anonimato

(Bloomberg) — A presidente Dilma Rousseff pode se antecipar e exonerar alguns ministros do PMDB antes deles decidirem se ficarão no governo, disse uma pessoa com conhecimento das discussões.

  • Dilma pode decidir o que fazer com os ministérios ocupados pelo PMDB até o fim desta terça-feira, disse a pessoa sob condição de anonimato
  • A presidente tem conversado com Lula, Berzoini e Jaques Wagner sobre a reforma ministerial
  • A lealdade do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani, será considerada na decisão sobre o futuro de ministros indicados por eles como Helder Barbalho (Portos), Marcelo Castro (Saúde), Celso Pansera (Ciência & Tecnologia) e Mauro Lopes (Aviação Civil)
  • Governo avalia que a decisão do PMDB de deixar a base aliada teve resultado oposto ao pretendido: partidos menores, como o PP, PR e PSD, não só não deixaram a base como têm interesse em ocupar os cargos do PMDB
  • Vagas do 2º e 3º escalões serão decididas aos poucos
  • Na avaliação do Planalto, a principal esperança para a governabilidade pós-impeachment é ter Lula no governo
  • NOTA: Temer precisará se expor para garantir votos pró- impeachment, disse uma fonte em 31/março
    • PMDB ocupa hoje 6 ministérios: Minas e Energia, Saúde, Portos, Ciência & Tecnologia, Agricultura e Aviação Civil

Esta matéria foi publicada em tempo real para assinantes do serviço BloombergaProfessional.

Especiais InfoMoney:

As novidades na Carteira InfoMoney para março

PUBLICIDADE

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa