Segundo jornal

Deputados articulam “golpe duplo” à Operação Lava Jato

Um dos pontos defendidos pelos parlamentares é permitir a revogação de acordos em caso de vazamento à imprensa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As movimentações de retaliação ao Judiciário não param no Congresso Nacional. Enquanto no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), articula matéria contra os “supersalários” e outra que trata de abuso de autoridade, na Câmara as discussões estão centradas em um texto final para anistiar o caixa dois cometido no passado e mudanças na lei das delações premiadas. Conforme conta a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, congressistas se dizem fartos da pressão do Ministério Público e tentarão votação relâmpago com o intuito de reduzir a exposição negativa, sobretudo referente ao uso de recurso não declarado em campanhas.

Ainda segundo a nota, um dos pontos estudados pelos parlamentares é permitir a revogação de acordos em caso de vazamento à imprensa. Do lado do caixa dois, como o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) não aceitou incluir no relatório das dez medidas propostas pelo Ministério Público o texto, líderes partidários cogitam apresentar uma emenda conjunta para evitar que apenas um deputado acabe arcando com o ônus da ação sozinho. Há indícios cada vez mais claros de que os parlamentares estão rivalizando com a Operação Lava Jato e outras investigações contra políticos.