Política

Deputado vai à PGR para suspender fundo eleitoral de Luciano Huck e empresários

A ideia do fundo consiste em proporcionar bolsas de estudo para pessoas interessadas em ingressar na política já nas eleições de 2018

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em meio à polêmica envolvendo a criação de um fundo por empresários destinado à “renovação da política”, o deputado Jorge Solla (PT-BA) pediu à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, investigação sobre os “reais objetivos do grupo” e que “seja expedida determinação pela imediata suspensão” de sua criação. Fazem parte do projeto pelo FundoRenovaBR o apresentador Luciano Huck e o empresário Eduardo Mufarej, sócio da Tarpon Investimentos e presidente da Somos Educação. As informações foram dadas pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O parlamentar petista pede que sejam requisitadas “cópia de protocolos de intenção, atlas de reuniões de fundação, contrato social, formulários de cadastro, e todo tipo de documentação produzida para o funcionamento do Fundo Cívico” e que “ao final, seja instaurado o inquérito civil para apuração dos fatos, garantida a ampla defesa e o contraditório”. Para Solla, “há fortes indícios de que o grupo empresarial pretende se organizar, por uma pessoa jurídica para burlar a Lei”. Pela atual lei eleitoral, somente pessoas físicas estão habilitadas a fazer doações às campanhas.

A ideia do fundo consiste em proporcionar bolsas de estudo para pessoas interessadas em ingressar na política já nas eleições de 2018. Também fazem parte do projeto figuras como o publicitário Nizan Guanaes, o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga e o empresário Abílio Diniz.

Aprenda a investir na bolsa