AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Congresso recebe lei orçamentária com correção do mínimo pela inflação

Segundo a Lei Orçamentária Anual, em 2011, o valor do mínimo será de R$ 538,15; projeto prevê ainda crescimento de 4,5% do PIB

SÃO PAULO – O presidente do Senado, José Sarney, recebeu na manhã desta terça-feira (31), o projeto da Lei Orçamentária Anual para o próximo ano.

Entregue pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, o projeto prevê um crescimento de 4,5% para o PIB (Produto Interno Bruto) e um salário mínimo de R$ 538,15, corrigido apenas pela inflação de 2009, sem aumento real.

De acordo com a Agência Câmara, esta é a última proposta orçamentária preparada pela atual equipe de governo e deverá ser executada pelo candidato que vencer as próximas eleições.

PUBLICIDADE

Salário mínimo
Atualmente, o salário mínimo tem o valor de R$ 510. Segundo cálculo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), em julho, o brasileiro precisaria de um salário mínimo no valor de R$ 2.011,03 para conseguir arcar com suas despesas básicas.

O valor é 3,94 vezes maior do que o salário mínimo atual. Em junho, o valor necessário para suprir as necessidades mínimas do trabalhador era de R$ 2.092,36 – 4,1 vezes o mínimo em vigor.