AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO da Tupy comentam os números da empresa de metalurgia

Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO da Tupy comentam os números da empresa de metalurgia

Vitória do governo

Com 251 votos a favor, Câmara decide barrar 2ª denúncia contra Michel Temer

Presidente e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco são acusados de formar uma organização criminosa para ocupar cargos públicos e arrecadar propinas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Por 251 votos a favor, 233 contra, 2 abstenções e 25 faltas, a Câmara dos Deputados rejeitou a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, além das denúncias contra os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral, Moreira Franco. Às 20h36 (horário de Brasília) o governo já havia atingido os votos necessários pelo arquivamento. No horário, eram 158 votos a favor do arquivamento e 138 pelo prosseguimento, além de 15 ausências.

O presidente e os ministros são acusados de formar uma organização criminosa para ocupar cargos públicos e arrecadar propinas, estimadas em R$ 587 milhões. Temer também é acusado de obstrução de Justiça. O Planalto nega todas as acusações.

Foram oito horas até o governo conseguir o número mínimo de deputados para abrir a sessão. Com este resultado, as duas denúncias – acusação de corrupção passiva e obstrução da Justiça e organização criminosa – ficam congeladas e só voltam a tramitar após o fim do mandato de Temer, em janeiro de 2019.

Aprenda a investir na bolsa

Orientaram a favor de Temer PMDB, PP, Avante, PSD, PR, DEM, PTB, Pros, PSL, PRB, Solidariedade, PSC e PEN. Enquanto PT, PSB, PDT, PC do B, Podemos, PPS, PHS, PSOL e Rede orientaram contra o presidente.